Amigas que me visitam !!

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

- Um passeio à aldeia vizinha

Ontem de manhã, eu,
 meu marido
e minha cunhada,
resolvemos fazer uma caminhada...
e esta se revelou uma visita à aldeia vizinha....

E lá fomos nós saboreando
 uma manhã de domingo
encoberta, mas muito a jeito
 para um passeio pelo campo...
Foram quase duas horas de caminhada,
que souberam muito bem...

Querem ver as imagens ?????
Vamos a elas....



 no começo do passeio pelo campo uma oliveira....

 carregada de azeitonas...a prometer bom azeite....

 continuando...uma árvore cheia de frutos vermelhos....

 os frutos vermelhos ...que lembram o Natal,
de nome  Carrapiteiro

Aqui o meu marido e cunhada apreciando
 uma Azinheira....
Neste ponto faço uma pausa para vos
contar algumas coisas ligadas a essa árvore...

Foi em cima da azinheira, na Cova da Iria
que se deu o milagre de Fátima,ou seja,
que a Nossa Senhora apareceu para os pastorinhos....

Também é a azinheira a protogonista da
canção Grandôla  - Vila Morena
de autoria do grande compositor e cantor Zeca Afonso.

Grândola, vila morena
Terra da fraternidade
O povo é quem mais ordena
Dentro de ti, ó cidade

Dentro de ti, ó cidade
O povo é quem mais ordena
Terra da fraternidade
Grândola, vila morena

Em cada esquina um amigo
Em cada rosto igualdade
Grândola, vila morena
Terra da fraternidade

Terra da fraternidade
Grândola, vila morena
Em cada rosto igualdade
O povo é quem mais ordena

À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade
Jurei ter por companheira
Grândola a tua vontade
.


Essa canção faz parte da História de Portugal.
Em 25 de abril de 1974,
 foi a canção senha para
 o início da Revolução dos Cravos.

Se quiser saber mais sobre Zeca Afonso
 e sobre a Revolução dos Cravos
clique  AQUI   e AQUI , só como exemplo,
pois há muitos outros sites com essas duas histórias...
tanto a de Zeca Afonso, da canção e da Revolução...

 a azinha - o fruto da azinheira

 outra foto do mesmo fruto


aqui a azinha já madura...imagem do Natal, que se aproxima...
Depois vou voltar lá com um saco e
colher as azinhas que estiverem no
 chão para fazer um belo
arranjo de Natal...
Antigamente essa bolota era usada para fazer pão...
além de ser usada para a engorda do gado...
hoje já não se utiliza como antigamente...
mas ainda há uso
como poderão ver em
http://vnatura.wordpress.com/2007/11/06/as-bolotas/


 E flores.. flores amarelas, rústicas,...há  flores pelo caminho
 pequenas margaridas ou mal-me-quer
Faz-me lembrar o fado cantado por Amália Rodrigues...
se bem que o mal-me-quer normal é uma flor
com o centro em amarelo e a folhas brancas...

Malmequer PequeninoAmália Rodrigues

O malmequer pequenino

disse um dia à linda rosa
por te chamarem rainha
não sejas tão orgulhosa

Papoilas que o vento agita
não me canso de vos ver
há lá coisa mais bonita
que ser simples sem saber

Por te amar perdi a Deus
por teu amor me perdi
agora vejo-me só
sem Deus sem amor sem ti

Aquela mulher pecou
por amor se fez fadista
tão longe o fado a levou
que Deus a perdeu de vista.

E na Fazenda da Água Santa  foram plantados Marmeleiros ou Gamboas à 35 anos ...e , agora em setembro os frutos prometem marmeladas avermelhadas...doces e algo ácidas...agridoce....Além de geleia feita com a casca e sementes.......de marmelos assados para acompanhar carne assada na forno...quantas possibilidades......


 o Marmeleiro carregado...a pingar....


e mais marmelos.....
Vou ter que fazer muita marmelada.......pois fruto há com fartura.....

Você sabia que cá em Portugal marmelada
 é o termo usado com outra conotação que não o doce???
É o que se diz quando uma par de "pombinhos" está a namorar.....
Algumas palavras tem duplo sentido, e Marmelada é uma dessas...
Essa língua portuguesa!!!!!

Bem por hoje fico por aqui...
depois posto mais fotos da caminhada.....

11 comentários:

Favo de Mel disse...

Filomena , que lindas imagens o seu passeio tem sabor de infância . Um abraço e parabéns.

Tera disse...

Maria, obrigada por nos mostrar a flora ai de Portugal. Gostei muito de ver como é uma arvore de azeitonas. Eu so conhecia no vidrinho, kkkkk! Aqui a marmelada também tem outro significado: É qdo algo tem um resultado pré fabricado, por exemplo num sorteio em que se marca quem será o ganhador.Bjus.

Margot disse...

Filomena, que delícia de lugar!
abraços

Inês disse...

Olá Maria!
Vendo as fotos e a maneira como falas de Portugal me deu saudades.
Passei 30 dias aí (um pouquinho em julho e outro em agosto). Voltei para o Brasil no dia 14 de agosto mas já tenho imensas saudades. Sinto bem aí. Portugal é tão lindo. Tão poético! Deve ser por isto que nos deu tantos e tantos poetas. Se Deus quiser, no próximo ano, vou de novo.
Um beijinho e continua nos brindando com tuas fotos, tuas narrativas e teus trabalhos tão delicados e bonitos. Obrigada

Lee Albrecht disse...

Filomena
adorei conhecer todas as arvores, mas em especial a que enfeita o Natal!
Um grande abraço

Simone Carvalho disse...

Olá Filomena,
meus sogros tiveram por 30 dias em Portugal, mês passado e trouxeram fotos da azinheira e da oliveira, bonito o fruto!
Beijos!
Simone

Marilia Baunilha e Patch disse...

Obrigada por nos acompanhar a esta "viagem" a Portugal. Fotos lindas e palavras mais belas ainda.

Beijos,

Eneida

Deia Klier disse...

Oi, Maria Filomena!!!
Que post mais lindo! Gostei muito de conhecer árvores novas. Na verdade, eu já tinha ouvido falar da azinheira e do marmeleiro, mas nunca havia visto.

Realmente a língua portuguesa tem suas particularidades. Aqui no Brasil, dizemos que é marmelada quando se altera o resultado de algo para favorecer a alguém.

Bj

Lenita Vidal disse...

Filomena, como está?
Mas que passeio gostoso que fiz agora contigo pela estrada e conhecer a azinheira, ver as azeitonas e o carrapiteiro, ainda conheci o Zeca Afonso, ví através de você o marmeleiro carregado de frutos, não consigo imaginar ele feito com carne, somente em doce mesmo... e aqui, marmelada tem duplo sentido também, ou seja, quando algo é adulterado, é uma marmelada!
Realmente essa lingua portuguesa!!! rsrs
Obrigada por mostrar tanta beleza!!!
Beijos, tenha uma semana colorida.
Lenita

Sonia Facion disse...

Que delícia Filomena!!!

Linda essa última que vc falou que voltará para pegar as frutas para fazer arranjo de Natal. Há! Como queria estar Í para ver, linda linda!!!

Sonia

Ivete - Croche/Costura disse...

Olá Filomena...

Que postagem belíssima.
Ouvia muito meu pai contar sobre
essas coisas que vejo aqui...
Ahaa sentí saudades dele.
Muito obrigada por esta emoção.

Um grande abraço, fica com Deus.

Ivete

*